papa-almoca-com-refugiados-sirios-no-vaticano

Papa almoça com refugiados sírios no Vaticano

Cidade do Vaticano (RV) – O Papa Francisco almoçou com um grupo de 21 refugiados da Síria nesta quinta-feira (11/08). A mesa foi servida na Casa Santa Marta, no Vaticano. 

 

Os sírios estão hospedados na Comunidade Santo Egídio, em Roma. Trata-se de algumas famílias que vieram à Itália após a visita do Papa Francisco à Ilha de Lesbos, na Grécia, em abril.

 

O primeiro grupo – todos muçulmanos – veio no mesmo avião do Pontífice, em 16 de abril, e o segundo, com alguns cristãos, em 16 de junho.

 

Durante o almoço, adultos e crianças tiveram a oportunidade de conversar com o Papa. As crianças deram-lhe de presente alguns desenhos, feitos por elas, e o Papa lhes retribuiu com alguns brinquedos.

 

Agradecimento e comoção

 

"Um momento de festa", disseram os refugiados, mas também uma grande mensagem de paz e de esperança: "Tão grande que não encontramos sequer as palavras para descrever", disse ao Papa, em nome de todos, Suhila Ayiad. 

 

"Estou a salvo" é uma frase que comoveu profundamente o Papa, assim como os desenhos da Síria devastada pela guerra. Masa, com a utopia de seus oito anos e meio, desenhou o Papa como se fosse uma borboleta. Porque, disse a pequena ao Papa, "nos trouxe a salvo, em direção à paz, nas tuas asas".

 

Além dos hóspedes sírios, estavam presentes também o Substituto da Secretaria de Estado, Dom Angelo Becciu; o professor André Riccardi, fundador da Comunidade de Santo Egídio, acompanhado de alguns membros da comunidade romana, como também o Comandante da Gendarmaria vaticana, Domenico Giani, e dois soldados que colaboraram para a transferência das famílias da Ilha de Lesbos à Itália.

 

 

Fonte: Rádio Vaticano, 11/08/2016, 14:48.