incendio-destroi-todos-os-processos-do-forum-de-goiatubago

Incêndio destrói todos os processos do Fórum de Goiatuba/GO

OAB/GO divulgou nota de repúdio diante da possibilidade de tratar-se de ato criminoso.

 

Um incêndio ocorrido nesta quarta-feira, 10, deixou em ruínas o Fórum de Goiatuba, na região sul de Goiás. De acordo com o Corpo de Bombeiros, todos os processos e equipamentos do prédio foram consumidos pelas chamas.

 

O incêndio teria começado por volta da meia noite. Segundo o assessor de imprensa do Corpo de Bombeiros em Itumbiara, soldado Fabiano Ferreira Tizzo Gomes, em informações ao G1, quando os bombeiros chegaram as chamas já tinham tomado todas as dependências do prédio, nenhum processo foi poupado. Segundo a corporação, as causas do incêndio ainda serão investigadas pela polícia técnico-científica.

Indignação

De acordo com informações divulgadas pela Asmego – Associação dos Magistrados do Estado de Goiás, dois homens teriam invadido o local, rendido a segurança e ateado fogo no prédio. As chamas teriam consumido 80% do Fórum, centenas de processos e outros documentos.

 

A associação, representada pelo presidente Wilton Müller Salomão e o diretor-adjunto de Segurança Institucional dos Magistrados, juiz Hamilton Carneiro, está em Goiatuba para prestar assistência aos magistrados, servidores e operadores de Direito, bem como para acompanhar as investigações no local.

Em nota, o presidente da Asmego afirma que o episódio destaca a fragilidade da segurança dos fóruns do Estado. Por fim, pede que o TJ/GO dê prosseguimento imediato à redação final e implementação do plano de segurança institucional para todas as comarcas do Estado.

 

"É inadmissível que casos como esses continuem ocorrendo. O incêndio no Fórum de Goiatuba é uma afronta ao Estado Democrático de Direito e causa danos profundos ao Poder Judiciário, bem como a toda sociedade."

 

Nota de repúdio

O presidente da OAB/GO, Lúcio Flávio de Paiva, divulgou nota manifestando sua mais grave preocupação com o incêndio que reduziu a cinzas todos os processos que ali tramitavam.

 

"Para além de lamentar os danos ao patrimônio público e os prejuízos causados aos cidadãos que buscam Justiça e à advocacia que milita naquela entrância intermediária, a OAB/GO vem instar as autoridades de segurança pública que procedam rigorosíssima investigação sobre o episódio."

 

Caso seja confirmado que trata-se de ato criminoso, afirmou o presidente, que seus autores sejam rapidamente identificados, presos e submetidos aos rigores da Justiça.

 

"O OAB manifesta ainda seu mais veemente repúdio à simples sujeição de que tal incêndio foi um ataque deliberado à Justiça. Posto que terá sido, em suma, um tapa na cara da sociedade."

Veja a íntegra da nota.

 

 

Nota de repúdio - Incêndio atinge Fórum da Comarca de Goiatuba

 

O Ordem dos Advogados do Brasil – seção Goiás manifesta à sociedade goiana sua mais grave preocupação com o incêndio que atingiu à totalidade do Fórum da Comarca de Goiatuba, na região Sul de Goiás, reduzindo a cinzas rigorosamente todos os processos que ali tramitavam.

Para além de lamentar os danos ao patrimônio público e os prejuízos causados aos cidadãos que buscam Justiça e à advocacia que milita naquela entrância intermediária, a OAB-GO vem instar as autoridades de segurança pública que procedam rigorosíssima investigação sobre o episódio.

Notícias prévias divulgadas pela Imprensa dão conta de que o incêndio seria um ato criminoso, o que não pode ser admitido em nenhuma hipótese. Caso se confirme o crime, que seus autores sejam rapidamente identificados, presos e submetidos aos rigores da Justiça à qual intentar violar, sob risco de que a impunidade transmita a sensação de que o Estado Goiano está subjugado pela barbárie.

O OAB manifesta ainda seu mais veemente repúdio à simples sujeição de que tal incêndio foi um ataque deliberado à Justiça. Posto que terá sido, em suma, um tapa na cara da sociedade.

E conclama à união os demais poderes públicos, entidades privadas e cidadãos de bem para lutar com a advocacia e a magistratura goiana mais essa batalha pela inviolabilidade da Justiça, pilar da democracia e do Estado de Direito.

 

Lúcio Flávio de Paiva

Presidente da OAB-GO

 

 

 

Fonte: Migalhas, 11 de agosto de 2016.