Exército prende madeireiros, apreende caminhão, trator e madeira transportada irregularmente na cidade de Costa Marques - Giro Central

Exército prende madeireiros, apreende caminhão, trator e madeira transportada irregularmente na cidade de Costa Marques

marcos holanda casagrande 06/11/2018 00:00:00 Jurídico
53mWIkt5qXkn
.




Conforme boletim de ocorrência que acompanha esta matéria, no dia 04.11.2018 (domingo), um militar do Pelotão do Exército do Forte Príncipe da Beira, em Costa Marques, no percurso de sua residência à sede da companhia de fronteira, visualizou a movimentação de maquinário pesado (caminhão toreiro e trator de lâmina), e informou o comando a situação. Na data do fato, no deslocamento, o pelotão presenciou o caminhão M.Benz/, placa 2729, 6x4, de cor branca, com toras embarcadas sem cadeia de custódia. Ao sair do carreador para informar o capitão do pelotão, o qual foi combinado um horário para retornar ao local. Ao retornar, chegou a propriedade do senhor Francisco Fernando dos Santos, onde, em frente à residência do mesmo, tinha uma trator parado e carreta que mais cedo estava dentro do carreador carregado de madeira, onde foi colocada a cadeia de custódia referente ao manejo da propriedade da pessoa acima informada, porém a madeira extraída não pertence ao manejo de acordo com as fotos tiradas antes e depois da ocorrência. Foi feita a abordagem das pessoas que estavam do lado de fora da residência, quais sejam, Francisco Fernando dos Santos e José Carlos Gonçalves Pereira. Nesse momento estava vindo o cavalo do caminhão M. Benz carregado de madeira sem cadeia de custódia e outro trator de lâmina. Quando visualizaram as viaturas do Exército estavam em frente à propriedade do senhor Francisco, o que estava conduzindo o trator, vulgo “Magrão”, empreendeu fuga de ré na rodovia. Nesse momento, foi dada a ordem de parada, não sendo obedecida, sendo necessários dois disparos de advertência de fuzil em direção ao chão. O tratorista engatou avante e entrou no carreador , sendo necessários mais três tiros disparados no pneu do trator para que o mesmo cessasse o movimento. Quando o trator não se movimentou mais, o condutor conseguiu empreender fuga pela mata. O condutor do caminhão, senhor Wagner Souza Mota, que estava no trator foi abordoado e detido no local por outra equipe. Enquanto se realizavam as buscas pelo fugitivo, chegou outro caminhão com outros agentes, sendo eles Francisco de Souza Nascimento e Valdeir da Cruz Oliveira, dizendo que iriam retirar madeira de manejo da propriedade do senhor Francisco. A partir desse momento, todos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil em Costa Marques. Em seguida, a autoridade policial (delegado) converteu o fragrante em fiança, apreendeu todo o maquinário, veículos e madeira, e todos os flagranteados vão responder pelo crime ambiental, através de uma penal que será promovida pelo Ministério Público Estadual da comarca. Além, é claro de sofrer prejuízo financeiro em torno de R$ 500 mil reais, visto que o poder judiciário não restitui bens envolvidos nesse tipo de crime. Para não serem depreciados, os bens podem ser requisitados, por exemplo, pela Prefeitura de Costa Marques, à disposição da Secretaria de Obras, que ficará como fiel depositária até o trânsito em jugado da sentença.



Jornalista Ronan Almeida de Araújo é registrado profissionalmente na Delegacia Regional do Ministério do Trabalho no Estado de Rondônia sob 431/98

Postagens Semelhantes

Coluna Empresarial

não tem banner