História da magistratura de Rondônia é resgatada em livro lançado pela Ameron - Giro Central

História da magistratura de Rondônia é resgatada em livro lançado pela Ameron

marcos holanda casagrande 18/12/2018 00:00:00 Jurídico
9mtsw5gMyZdv
.




Todos os registros históricos que impactaram no desenvolvimento da Justiça no novo Eldorado, agora estão marcados para sempre nas páginas do livro “Ameron 35 anos: A história da magistratura em Rondônia”. O lançamento acontece nesta quarta-feira (19), no hall do edifício-sede do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia e tem como parceria a Santo Antônio Energia e Caixa Econômica Federal. Além do lançamento do livro, o presidente da Ameron, desembargador Alexandre Miguel, vai assinar a ata de posse da diretoria reeleita no último dia 8.O livro documenta o início da trajetória do Poder Judiciário de Rondônia, compreendido entre o fim do século XIX e começo do século XX, buscando os indícios da aplicabilidade da Justiça, nos estados do Amazonas e Mato Grosso – visto que uma nova divisão político/administrativa da região só vai surgir com a lei que criou os territórios federais no Brasil, em meados do século XX, no governo de Getúlio Vargas. A obra é fruto de uma profunda observação documental e longos relatos coletados por entrevistas concedidas por personagens que participaram da construção da rica história do Poder Judiciário de Rondônia, na tentativa de dar conta dos múltiplos aspectos que envolveram a trajetória de tão importante associação, a história e a memória se aliaram e se complementaram na obra. A oralidade das informações permitiu com que as memórias entrelaçassem a razão e a emoção, fatos e avaliações, e ainda possibilitou desvelar as dimensões os momentos importantes dessa história, em um diálogo constante entre o passado e o presente, que preanuncia o futuro. Um dos idealizadores do projeto, o presidente da Ameron, desembargador Alexandre Miguel, destaca, “jamais a magistratura de Rondônia teve registros históricos tão detalhados como se faz presente nessa obra, revelada em uma linguagem atrativa e com fotografias memoráveis. Entre fatos marcantes estão relatados a lendária história dos Sete Samurais do Judiciário; a instalação do Tribunal de Justiça e a origem da Associação dos Magistrados”, enfatiza. O ano de 2018 foi especial para a magistratura rondoniense, pois comemora-se o jubileu de coral da Ameron. Foi em 1983 que a instituição foi instalada, quando aprovado o Estatuto Social. Por unanimidade e aclamação o Desembargador Fouad Darwich Zacarias foi designado presidente de honra e foram eleitos e empossados a primeira Diretoria e o Conselho Fiscal da Ameron, que teve como presidente o Desembargador Hélio Fonseca. Em comemoração ao aniversário da Ameron, uma série de atividades especiais foram programadas, nesse ano, como: o concurso de Redação com alunos das escolas públicas do Estado, abordando a temática “A atuação da Justiça como guardiã dos direitos e na defesa da cidadania”; o lançamento do selo comemorativo aos 35 anos da instituição que homenageou todos os 14 ex-presidentes da Associação e agora o lançamento do livro histórico do Poder Judiciário de Rondônia – uma opção de lazer para os amantes da leitura durante as férias do final de ano. Fonte:Site Tudorondonia. Dezembro de 2018. 


Jornalista Ronan Almeida de Araújo é registrado profissionalmente na Delegacia Regional do Ministério do Trabalho no Estado de Rondônia sob 431/98

Postagens Semelhantes

Coluna Empresarial

não tem banner