Sinjur entrega estudo técnico que comprova viabilidade de jornada de 6h - Giro Central

Sinjur entrega estudo técnico que comprova viabilidade de jornada de 6h

marcos holanda casagrande 08/11/2018 00:00:00 Jurídico
tgHr6QTtwshl
.




São mais 40 páginas de embasamento técnico, científico-acadêmico e social que evidencia a necessidade de o Poder Judiciário do Estado de Rondônia implantar a jornada de trabalho de seis horas diárias para todos os seus servidores. Esse relatório será entregue, em mãos, ao representante do Tribunal de Justiça, conforme agendamento solicitado via SEI, nesta segunda-feira, 5, pelo Sindicato da categoria – Sinjur. No estudo, a entidade sindical propõe que o TJRO adote a jornada de seis horas por um período experimental de 90 dias, como demonstração cabal da viabilidade de implantação. Para o Sindicato, os ganhos são para todos os envolvidos na questão, principalmente, a sociedade, devido à real possibilidade de retorno da alta produtividade que o Judiciário rondoniense já teve no passado, antes da implantação das jornadas de 7h e 8h. Improdutivo, o horário vespertino, das 16h às 18h, acarreta enormes gastos de recursos públicos e desencontros para os trabalhadores. O auxílio-transporte, com fixação de seis horas por dia, é um exemplo de economia de recursos. Nesta segunda, o TJRO deu negativa administrativa ao pedido feito pelo Sinjur pela implementação do horário de expediente contido na Constituição Estadual, sob argumento de que a iniciativa do Legislativo fere a independência de poderes. Pronto ao diálogo e à negociação em prol dos trabalhadores, o Sinjur mantém aberto canal de negociação com a Administração ao apresentar proposta com viés acadêmico, que embasa a tomada de decisão administrativa em favor da jornada de seis horas por dia, numa possível deliberação a ser tomada pelo próprio Judiciário. Segundo a presidente do Sinjur, Gislaine Caldeira, é preciso buscar a solução das mais variadas formas possíveis. Para Gislaine, enquanto houver esperança, nem que seja num simples pedido administrativo, o Sindicato agirá em defesa dos trabalhadores. “É um direito nosso, que vamos buscar com base na legalidade e no diálogo. Numa coisa somos intransigentes: a jornada de seis horas é a melhor alternativa para todos”. De acordo com a representante dos trabalhadores, a mobilização em torno do tema é constante, pois a categoria tem manifestado que está disposta à luta pela implementação dessa jornada de trabalho. A entrega do documento deve ser na próxima quinta-feira, 8. Fonte: Site do Sinjur. Porto Velho, novembro de 2018.

Jornalista Ronan Almeida de Araújo é registrado profissionalmente na Delegacia Regional do Ministério do Trabalho no Estado de Rondônia sob 431/98

Postagens Semelhantes

Coluna Empresarial

não tem banner