Novela da privatização da Ceron chega ao fim - Giro Central

Novela da privatização da Ceron chega ao fim

marcos holanda casagrande 21/08/2018 00:00:00 Noticias
6exbFCReDRxT
.




Presidente do TST suspende liminar que impedia leilão de distribuidoras da Eletrobras. A Liminar havia sido concedida pelo órgão especial do TRT do Rio de Janeiro na última quinta (16). Leilão de três distribuidoras da Eletrobras está marcado para 30 de agosto. O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Brito Pereira, suspendeu a liminar que impedia o leilão de privatização das distribuidoras da Eletrobras. A decisão foi divulgada pela assessoria do TST nesta segunda-feira (20). A cassação da liminar libera a venda das distribuidoras da Eletrobras. Três delas estão previstas para irem a leilão no dia 30 de agosto. Na última quinta-feira (16), o órgão especial do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ) havia suspendido o processo de privatização das distribuidoras, previsto para 30 de agosto. Na decisão que anulou os efeitos da liminar, o presidente do TST afirmou ter ficado demonstrado que, em assembleia geral, os acionistas da empresa optaram pela alienação das companhias distribuidoras, em vez da liquidação da empresa, o que, em princípio, representa a manutenção das empresas e dos contratos de trabalho. Para Brito Pereira, a suspensão do processo por ordem judicial estava fundamentada unicamente na inexistência de estudo sobre eventuais impactos da privatização nos contratos de trabalho, sem que tenha sido apresentado nos autos norma ou regulamento com essa obrigação. Ao conceder a liminar, o TRT havia dado 90 dias para a empresa estatar realizar estudos sobre o impacto da privatização nos contratos de trabalho das empresas e nos direitos dos empregados. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou na última sexta-feira (17) o adiamento do leilão da Amazonas Energia para 26 de setembro, mas manteve a previsão de leiloar as distribuidoras Eletroacre, Ceron (RO) e Boa Vista Energia (RR) em 30 de agosto. O leilão da Ceal, de Alagoas, segue suspenso por uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF). Em julho, a Eletrobras leiloou a Cepisa, que atende aos consumidores do Piauí. A Cepisa foi arrematada pela Equatorial Energia, em lance único. Fonte: Globo G1. Matéria publicada no dia 20 de agosto de 2018.


Situação difícil dos funcionários da Ceron


Agora a situação de todos os funcionários da Ceron fica muito difícil porque há a informação ainda não confirmada de que a empresa que ganhar a licitação deverá promover o enxugamento nos quadros da empresa, com muitas demissões, inclusive com funcionários prestes a se aposentar, o que poderá ocorrer enorme prejuízo na vida funcional de tantos servidores que carregaram a empresa nas costas e que muitos políticos do Estado de Rondônia praticaram verdadeiros assaltos nos cofres da companhia, se elegendo com dinheiro público, deixando a Ceron numa empresa com dificuldades financeiras. Como todos os recursos foram esgotados em instâncias superiores, a privatização certamente irá acontecer nos próximos dias e os consumidores já podem se pr eparar porque haverá majoração nos preços da energia elétrica, levando ainda mais os consumidores ao desespero e muitos sendo empurrados para praticar alternativas de diminuir o consumo de energia, visto que os preços não param de subir, de forma semelhante aos preços do pretório no Brasil, o que o governo federal chama de política de previsibilidade, uma ideia dos economistas ligados ao presidente Michel Temer, que, na sua opinião, deve colocar em privatização não só a Eletrobrás, mas inúmeras empresas públicas, sucateando a máquina administrativa, tornando a vida do brasileiro mais cara paulatinamente, ou seja, governo dos ricos administra contra os pobres.

Jornalista Ronan Almeida de Araújo (DRT/RO 431/98)

Postagens Semelhantes

Coluna Empresarial

não tem banner